quarta-feira

Obra de Artes- Imagens Interessantes


Olá pessoal, O post de hoje é curto, mas é pra se divertir! <3

É tão bom quando nos deparamos com artistas tão talentosos e vemos suas obras de artes. Não só no exterior, no Brasil e em todo canto do mundo esses artistas nos surpreendem.
Eu fico admirada com tantas idéias magnificas , coisas que só podemos compartilhar mesmo e observar a alegria que nos causa. Eu já ri e sorri com tantas coisas interessantes.

O que vocês acham dessas obras de artes? Alguém conhece um artista talentoso?
sites legais de tem bastante dessas imagens : Ideagrid ,catraca livre.
Então, qual é seu preferido? Gentem eu quero do coelho na porta da minha casa kkk e dos cavalos no meu futuro jardim haha

Um beijo!








Foto de Rekanyari em Flickr PRAYER












sexta-feira

Roll Cake- O Rocambole Decorado




Culinária, quem não gosta? Se por acaso não gosta de fazer, gosta de comer com certeza haha .
Sempre nos deparamos com inúmeras guloseimas e sempre nos surpreendemos. Os doces não são meus preferidos ( prefiro salgado) maaass não dispenso um docinho quando ele está ali olhando pra mim.

Alguém já ouviu falar em Roll Cake? Gente que bonitinho! Já deixo aqui os Endereços que achei na minha busca e que amei. Quem puder visita: cupcakes.blog.br e La receta de lafelicidad.

Aproveito pra dizer que no blog cupcakes.blog.br tem a receita com o passo a passo e é bem fácil, mas tem uns macetinhos pra seguir. A parte mais interessante está na montagem do rocambole onde você escolhe o desenho e depois cobre com a pasta decorativa. Após coloca a massa por cima.

Gente, confesso que ainda não tentei, mas certamente é sucesso em qualquer ocasião. Alguém já fez? Me contem, please. Vejam as fotos, não é de se apaixonar?


Roll cake-Rocambole

Roll cake-Rocambole
creditos: cleo buttera

credito: belle maison

credito:la receta de la felicidade blog 


Look Combinado: Coat + Vestido






Olá pessoal <3 O post de hoje está focado na moda, uma peça maravilhosa e muito elegante: O Coat.  Porém, coloquei a peça combinado com vestido. Look Só! <3




O Coat que nasceu como uniforme de guerra fez grande sucesso na dec de  1940 
e que hoje tem inúmeros modelos magníficos que nós amamos! Mas o interessante é que:



Ele surgiu na primeira guerra mundial com o objetivo de proteger da chuva os chamados ''raincoat''
Mas pelo fato dos soldados lutarem nas trincheiras passou a ser chamado de Trenches e virou o que conhecemos de trench coat. O coat se popularizou amplamente no mundo da moda mesmo depois do fim da guerra , sendo ele aderido para moda feminina.

O fundador da marca, criador do raincoat para o exercito inglês era Thomas Burberry . Acredito que ele nem imaginava que sua criação fosse avançar décadas e décadas, se tornando o mais amado do inverno ( e não só no inverno).
Maaasss como tudo nunca está no preto ou no branco, diz -se ainda que existem duas faces da história, sendo relatado uma disputa da marca Burberry e Aquascutum ( duas grifes importantes na época da rainha) pela criação do coat.
É interessante o assunto, se quiser mais acesse: moda em questão

Separei algumas fotos incríveis , mas o alto do post é a combinação do coat com vestido mostrando o quanto dá certo e fica incrível. Com calças nós já conhecemos e fica lindo também, mas olha o charme com esses vestidos! Perfeito pra trabalho ou pra sair, é maravilhoso, é COAT

O que vocês acham ? Eu particularmente amo!
Um beijo!













Créditos: Polyvore
obs: Se houver imagens que nao foram devidamente creditadas entre em contato para que eu possa dar os devidos créditos.

Minha Paixão É ler: Querida Sue -Jessica Brockmole- Resenha





Olá pessoal!

Na resenha de hoje, trago uma historia incrível de amor, superação e esperança.
No livro ''querida Sue'' de Jessica Brockmole conseguimos sentir a magia do destino na vida de duas pessoas que se encontraram de maneira inusitada e se amaram no decorrer do tempo, deixando pra trás : distância, diferença de mundos, hábitos e crenças , demonstrando mais uma vez que o verdadeiro amor cura todas as feridas.

''Uma carta dá inicio a uma historia de amor que nem duas guerras poderão apagar''

A historia do livro é contada em duas épocas simultaneamente, começa mostrando a primeira carta que deu inicio as conversas entre os jovens em 5 de Março de 1912.
Ela na verdade chama-se Elspeth Dunn e passa a se chamar Sue por David Graham, o rapaz que lhe envia cartas.
David que morava em Illinois nos EUA enviou uma carta para Elspeth na Ilha de Sky na Irlanda por ter lido o livro dela e admirando a obra literária ele a colocou como uma fã , escrevendo com atrevimentos para Elspeth enquanto ele estava hospitalizado.

Elspeth por sua vez respondia com sarcasmos suas cartas que se tornaram cada vez mais frequentes com o decorrer do tempo, fazendo deles grande amigos.
Dessa amizade, David passa a chamar Elspeth de Sue e propõe que se encontrem para se conhecerem pessoalmente e Sue falha com David, deixando no lugar esperado, já que Sue tem um enorme terror de andar de barcas por causa do mar e nunca na vida saiu da Ilha.
No decorrer da Historia David fica sabendo que Sue é casada, mas o casamento dela vai mal até chegar a Guerra e o marido dela se candidatar a soldado e ir pro cais. Nesse tempo também David está noivo e cheio de duvidas pois seu coração já pertence à Sue. Quase três anos se passaram desde a Primeira carta e eles nunca tinham se visto e o marido de Sue estava quase dois anos na guerra sem ir vê-la e sem dar noticias. Um oficial o considerou morto na batalha. Então David decide lutar por sua e quando sua noiva termina o namoro, eles propõe se ver.

Então acontece o primeiro contato físico entre eles que se entregam á paixão e desses encontros Sue fica grávida. Com o tempo, David também decide se alistar como motorista da ambulância na guerra. Então Sue viu seu mundo ruir pois ela morre de medo de perder seu grande amor.
David então foi capturado pelos soldados rebeldes na guerra e enviado para prisão descobriu que o marido de Sue não estava morto e sim presso junto com ele na mesma cela.

Nesse momento, Sue está gravida de David e quando consegue falar com ele na prisão , ela alega que perdeu o bebê, para não faze-lo sofre sozinho . Então , ele revela que o marido de Sue na verdade,  está vivo e ao lado dele. O Marido volta novamente para casa e David abre mão do amor dela...


O livro dá muitas reviravoltas e mostra parte intercalados dos anos de 1912 em diante e volta em 4 de junho de 1940 quando a filha deles, Margaret já está moça e parte em busca da verdade e de seu verdadeiro pai. Sue se torna uma mulher amarga, sempre esperando naquele mesmo lugar combinado o seu grande amor voltar.

O que poderá acontecer? Pode o amor resistir a tantos anos? Pode o amor resistir à duas Guerras?





Março de 1912: Elspeth Dunn, uma poetisa de 24 anos, nunca viu o mundo além de sua casa na remota Ilha de Skye, na Escócia. Por isso fica empolgada ao receber a primeira carta de um fã, David Graham, um estudante universitário da distante América. Os dois começam a trocar correspondências – compartilhando os segredos mais íntimos, os maiores desejos e os livros favoritos – e fazem florescer uma amizade que, com o passar do tempo, se torna amor. Porém a Primeira Guerra Mundial toma a Europa e David se oferece como voluntário, deixando Elspeth em Skye com nada além de esperanças de que ele sobreviva. Junho de 1940: É o início da Segunda Guerra Mundial e Margaret, filha de Elspeth, está apaixonada por um piloto da Força Aérea Real. A mãe a adverte sobre os perigos de se entregar ao amor em tempos de guerra, mas a jovem não entende por quê. Então, durante um bombardeio, uma parede de sua casa é destruída e, de dentro dela, surgem cartas amareladas pelo tempo. No dia seguinte, Elspeth parte, deixando para trás apenas uma carta datada de 1915. Com essa única pista em mãos, a jovem decide ir em busca da mãe e, nessa trajetória, também precisará descobrir o que aconteceu à família muitos anos antes. Querida Sue é uma história envolvente contada em cartas. Com uma escrita sensível e cheia de detalhes de épocas que já se foram, Jessica Brockmole se revela uma nova e impressionante voz no mundo literário.

 Minha opinião:

Gente , eu já disse tudo! Esse livro é paixão na certa, você chora mas de uma maneira boa, você rir, você se apaixona. <3

Querida Sue, é um livro especial, que amei demais! E com certeza eu indico a leitura.
O interessante  do livro que ele é todo em em formato de cartas ,mas agente entende mesmo no inicio parecendo estranho. É gostoso de ler , linguagem fácil e um amor contagiante. E também particularmente gostei bastante da Jessica ,a autora. Achei interessante demais o livro dela e como ela desenvolve a história.

Nota: de 0 a 10 : 9.9
Autora: Jessica Brockmole
Ano: 2013 por Brockmole , 2014 por Editora Arqueiro
Editora: Arqueiro
título Original: Letters from Skye
Páginas: 256
ISBN: 978-85-8041-263-5


segunda-feira

Papel de Carta- Matando a saudade



O papel de carta nos revela um mundo doce e feliz de anos bons de lindas coleções da nossa infância.
Lembro-me de pedir dinheiro aos meus pais e correr até a banca pra comprar inúmeros papéis toda semana, eu tinha um álbum preto e grande com minhas amadas coleções. Coleções essas que tenho até hoje. <3

E quando  eu não tinha dinheiro pra comprar? Kkk era uma loucura! Com muitas lagrimas sendo derramadas o dia inteiro.
Eu me sentia feliz, parecia que tudo era perfeito com aqueles papéis, parecia que tudo era um conto de fadas, não havia tristeza só de olhar para eles.

Comecei minha coleção bem pequena, alguns repetidos eu trocava e assim virou aquela febre!  Onde eu morava, tinha muitas feiras nos finais de semana e inúmeros camelôs colocavam á venda coleções novas de papeis, me lembro do quanto enchia aquela feira, muitas crianças e pais, só com o intuito de comprar.
Tempos bons, que não voltam mais.

Alguém fez essa coleção? Alguém ainda tem?
Tem um blog que tem bastante papéis de cartas, mas infelizmente ele foi atualizado só até 2012 :( mas o endereço vai aqui, pra quem quiser: blog

Vamos matar um pouco a saudade.




















Topo