16 de junho de 2020

365 Dias - Que Filme é esse?



Blog chuva no jardim


Vamos para mais um filme de quarentena?

Semana Passada, bem por acaso assisti ao filme 365 dias. O filme polonês que traz como tema "A Mafia" e o poder, é estrelado pelos atores Michele Morrone, como Don Massimo e Anna-Maria Sieklucka como Laura.

O filme que é baseado em livro, uma trilogia de Blanka Lipinska, conta a história de um mafioso super poderoso e bonito que antes da morte do pai a cinco anos atrás, vê com seu binóculo a linda Laura e fica obcecado por ela. Com o passar dos anos, ele a reencontra por acaso do lado de fora de um aeroporto quando ela chega na Sicília , onde passa as férias e seu aniversário com os amigos e o namorado e começa a perseguição discreta para encontrá-la. Ao encontrar a sua bela garota, ele a sequestra e faz um acordo forçado com ela, onde ela não teve escolha e diz que ao fim de 365 dias, se ela não o amar, vai deixá-la livre. 
A partir daí a trama se desenvolve com os ataques dele e as malcriações dela .


Sinopse:

365 Dias é um filme de drama romântico erótico polonês de 2020, dirigido por Barbara Białowąs e Tomasz Mandes. É baseado no primeiro romance de uma trilogia escrita por Blanka.

www.chuvanojardim.com.br



Minhas Impressões:


Gente, já pulo para cá porque não vou enrolar muito vocês na apresentação. O filme tem pontos negativos para mim, e não sei qual seria um ponto positivo sequer, visto que a beleza do ator ou da atriz não pode justificar todas as coisas estranhas que acontecem no filme.
Existe um louco amor dele para ela, ok. O mais estranho é que se ele tem tanto poder e dinheiro, por que ele não a encontrou antes? Esperou cinco anos porque não sabia onde ela estava ou não queria arriscar. Ok, nisso Christian Grey foi mais inteligente.


As cenas tórridas de sexo pareceram super reais , mas o fato dela ter jurado mil vezes que ele nunca a tocaria ( nem em sonhos) e pouquíssimo tempo  depois já estava a mil nas camas com ele foi estranho e desanimador , porque parece que não há tempo para um envolvimento sério para que ela possa ama-lo de verdade, como ela alega logo depois.

Fora que ela tinha namorado (um homem estranho e traidor) e um problema cardíaco que a tornava frágil e que depois percebemos que de frágil ela não tem nada.

O personagem Massimo é super machista, bruto, agressivo e viciado em sexo. Estranho quando ele a pede em casamento e faz todo mundo pensar que ele vai mudar.
A verdade, é que para quem sabe o que rola na trilogia (não li, mas sei por quem leu) percebe que o Massimo é mais um pesadelo que sonho e que o fim desse romance está muito longe de ser um conto de fadas... 

Eu te digo que pelo alvoroço da mídia eu esperava muito mais. E também sei que cada pessoa tem uma opinião sobre esse filme, porém, para mim não chega aos pés de 50 tons ( como muitos estão comparando), porque podemos observar que a história entre Christian e Anastácia é real (o amor crescendo entre eles, ele se revelando para ela , ela ACEITANDO os termos dele...) , entretanto nesse filme não vi isso.

Não indico, a menos que você tenha somente curiosidade nas cenas...


Nota: 5
Titulo: 365 DNI
Ano: 2020
Tempo de filme: 1:54h


11 de junho de 2020

Minha Paixão é Ler: O Duque e Eu - Resenha Julia Quinn



www.chuvanojardim.com.br



Iniciei minha leitura na série Bridgertons e hoje trago a resenha " O duque e eu".
O Duque e eu se passa em 1812 e conta a história de Daphne Bridgerton e Simon, o futuro duque de Hasting. Daphne é a filha número 4 de Violet & Frederico Bridgerton. Todos eles com seus nomes seguindo a ordem do alfabeto: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise , Gregory & Hyacinth. Cada um tem um livro na série, onde é contado (não de maneira ordenada) a Estória de cada um.

Simon Basset é amigo de Anthony, ele tem seus problemas com o pai que o renegou a vida toda pelo fato de o menino não ser exatamente como o pai desejava. O Duque de Hasting (o pai) tinha uma vida fria com sua esposa por ela não conseguir dar a ele os filhos que tanto desejava. Quando enfim a Duquesa engravidou houve muitas expectativas em torno do filho. Se fosse um menino seria seu herdeiro e sucessor! Os desejos dele foram realizados, porém o parto difícil culminou na morte da duquesa... O Duque não se importou, a festa dele era com o seu sonhado menino. Simon foi criado pela ama e sem o amor e a atenção do pai que só visitava o menino quando queria ver seu progresso.

 Descobrindo que o menino tinha muitas dificuldades o rejeitou alegando que o menino era uma vergonha e que ele não teria um débil como seu herdeiro.
A primeira fase do livro conta a infância triste de Simon, a péssima relação com o pai, sua ida para Eton (colégio de pessoas nobres, só para meninos) já na adolescência onde conhece Anthony.

 A relação de amizade entre eles aumentou e se estendeu na juventude e mundo fora do colégio, nas gandaias, viagens e aventuras. Com isso, é claro que eles tinham um código: Não se podia cobiçar a irmã um do outro. Pois bem, um faz de contas não teria problema, certo?
Daphne estava debutando naquele ano na badalada sociedade de Londres. A pressão que a mãe já exercia para que ela se casasse já era demais! Apesar de ter muitos amigos e ser muito querida Daphne não era vista como uma dama para casar-se entre os cavalheiros, apenas uma boa amiga agradável.

Quando Simom conhece Daphne em uma situação bem inusitada, algo acontece dentro de si, e para quem prometeu que jamais casaria, a paixão o colocou em uma situação onde nem mesmo um desafio e uma chance de morrer poderia separá-lo da mulher amada...
Curiosos para saber o que aconteceu antes e depois?

Vem se aventurar na sociedade Londrina de 1812 e se apaixonar pelo casal de Julia Quinn.


www.chuvanojardim.com.br

Sinopse:

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas.
Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível.
É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga.
A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.
Primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, O duque e eu é uma bela história sobre o poder do amor, contada com o senso de humor afiado e a sensibilidade que são marcas registradas de Julia Quinn, autora com 10 milhões de exemplares vendidos.


Minhas Impressões:

O Duque e Eu foi muito importante para Julia Quinn por ser o primeiro da saga e descobrimos depois o quanto ele se torna importante para quem ler também. O livro é em detalhista, descreve os bailes de debutantes, os vestidos, as fofocas. Surge então uma figura interessante no cenário: Lady whistledown...
A paixão entre um homem que não consegue perdoar o pai e uma mulher criada em um lar de muito amor e perdão parece se completar, afinal Simon descore na família de Daphne o que ele jamais imaginou existir.
Achei a personagem forte, corajosa e fofa, mas não daquele jeito chato.
Indico a leitura com prazer, principalmente para os amantes dos romances de época. Ah! Tem um Prólogo maravilhoso para se deliciar no final. Leiam com carinho.

Sobre a Autora:

Autora Julia Quinn. Fonte

Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons. É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos. Atualmente mora com a família no noroeste pacífico.


Editora: Arqueiro
Titulo: O Duque e Eu
Ano: 2013
Nota: 10
Paginas: 288
ISBN-10: 8580411467

7 de junho de 2020

Minha Paixão é ler : Atração Magnética -Meredith Wild - Resenha


www.chuvanojardim.com.br



O livro Atração Magnética de Meredith Wild também era um livro que estava na minha longa listinha há muito tempo. Sempre quis saber como era a escrita da autora, sobre o que era a história e na verdade, confesso que gostei muito do livro.

Claro, sempre temos opiniões divergentes uns dos outros,sobre um mesmo livro. Para explicar melhor, digo que em alguns pontos gostei e em outros me perdi.

Meredith Wild tem uma forma de escrever a história muito boa , gosto da escrita simples e fácil de entender ,com um enredo que casa direitinho a história. Os personagens tem personalidades fortes e mesmo assim conseguem estar em conexão.

Atração magnética é o primeiro livro da Série Hacker que conta a história de Blake e Erica.
Blake fundou um império da área de tecnologia, com sua inteligência notável e espirito de Hacker , pode entrar no teu computador e descobrir tua vida em um passe de mágica. Bem jovem e muito bonito , o bilionário tem tudo o que quer. Mas os olhos de Blake se prendem em Erica, uma recém-formada de Havard que luta para conquistar patrocínio para seu empreendimento , u site de moda , chamado Clozpin.
Quando em uma reunião para conseguir fundos para o projeto Erica reencontra Blake , começa o inicio da perseguição gato e rato do casal.
Por ter personalidade forte, tanto Blake quanto Erica, tem suas discussões e cabo de guerra, mas a inevitável atração entre eles é mais forte , revelando o forte amor que há entre os dois .

Com o decorrer da história e muitas revelações para Erica, o desenrolar promete altos e baixos e com certeza , o leitor ficará ansioso para o próximo livro da Série Conexão Explosiva.



www.chuvanojardim.com.br

Sinopse:

Uma bela jovem com um segredo, determinada a fazer de tudo para vencer na carreira. Um bilionário decidido, com habilidades que vão muito além de seus dons em informática. Uma paixão avassaladora que vai pôr de ponta-cabeça os planos de todos os envolvidos. Sobre o autor: Erica Hathaway aprendeu desce cedo a não depender de ninguém. Recém-formada em Harvard e dando início à própria empresa, tudo o que ela não quer é perder seu foco profissional por conta de paixonites juvenis. Planos, porém, são feitos para falhar. Em uma reunião decisiva, Erica conhece o misterioso e genial empresário Blake Landon e se vê imediatamente atraída por ele. Apesar de o sentimento ser mútuo, ela resiste aos avanços implacáveis de Landon. O que ele não imaginava era que Erica escondesse um segredo inimaginável, que pode pôr a perder não só a relação entre os dois, como também a vida que ela lutou muito para construir

Crítica:

Érica é bem temperamental, mas tem uma história de vida um pouco triste e por isso entendo suas incertezas. Com algo triste e profundo que marcou sua vida, ela tem dificuldade em confiar e ter relacionamentos . Mas quando encontra Blake ela descobre que com ele é diferente. Já Blake com seu passado obscuro, encontra em Erica algo que nunca sentiu por outras mulheres.

O enredo é bem fofinho , as vezes agitado, com cenas hots entre o casal e algum romantismo.
Gosto do jeito que Blake cuida de Erica, suas preocupações com ela . Achei que o casal combina.
O ponto fraco é a teimosia de Erica em alguns momentos . O livro é narrado em primeiro pessoa .
No geral gostei bastante e indico... Agora , tenho uma ressalva : Porque desse nome ? Não entendi o porque do magnética kk mas isso é algo da minha cabeça kkk

Sobre a autora:



Meredith Wild- Fonte 

Meredith Wild é autora best-seller internacional e dos jornais New York Times e USA Today. Com uma casa em New Hampshire onde mora com o marido e os três filhos, Meredith se define como uma apreciadora de tecnologia e whisky, além de uma romântica inveterada.


Nota de 0 a 10: 7,9
Titulo: Atração Magnética ( Hardwired)
Autora: Meredith Wild
Ano: 2013
Editora: Nova Fronteira
ISBN: 978-85-220-3158-0




4 de junho de 2020

Sobre os Romances de Época: Você Curte?





www.chuvanojardim.com.br





Quando Iniciei minha vida de leitora eu me perdia em meio a tantos gêneros e autores diferentes, ficava mega empolgada, imaginando qual eu leria na sequência.

www.chuvanojardim.com.br


Eu olhava os chamados "Romances de época " e ficava um pouco cética: Como romances
De uma época desconhecida (nas não completamente) e um pouco mais difícil para mulheres poderiam ser bons? A verdade é que só consegui saber quando li meu primeiro romance desse tipo que foi da autora brasileira Lucy Vargas (resenha aqui no blog)
EU simplesmente me apaixonei! Não só pelo livro de Lucy , mas pelo gênero , pelo cenário, pela época. De tantas autoras maravilhosas conheci Julia Quinn, Jane Austen, Sarah McLean, Lisa Kleypas, Elizabeth Hoyt, Mary Balogh dentre tantas outras.

www.chuvanojardim.com.brwww.chuvanojardim.com.br


Separei algumas resenhas para trazer para vocês dos livros de Lady Quinn da série Os Bridgertons, simplesmente sensacional!
Alguém mais aprecia os romances de Época? Deixa aqui nos comentários!



www.chuvanojardim.com.br
www.chuvanojardim.com.br


















11 de maio de 2020

Dica com Pipoca- Milagre na Cela 7- Resenha




Olá meu povo lindo!!

Esse filme conheci pelas opções que a Netflix põe como indicação. Imaginei que seria um filme bastante dramático, bastante tenso, então eu acabei atrasando um pouco para vê-lo mesmo sabendo o quanto desejava. Hoje porém consegui uma coragem e tempo para passar meu domingo chuvoso e frio afundado no filme de drama.


Sinopse:


Memo, um pastor de ovelhas com deficiência Mental, vive com sua filha e avó em uma vila na costa turca do mar Egeu durante o período do golpe de estado em 80.Um belo dia, em 1983, a vida de Memo foi subitamente virada de cabeça para baixo quando a filha do comandante, um oficial sênior durante a lei marcial morreu. Memo é injustamente acusado do assassinato e condenado à morte. Ele acaba na prisão na cela número sete. É improvável que ele sobreviva, mas enquanto todos os que povoam a cela sete o haviam recebido inicialmente com ódio, gradualmente começaram a se convencer de sua inocência, mostrando seu grande coração. Com o tempo, todos esses toques do memorando são mobilizados para salvar sua vida.






Minhas Impressões:

‘O milagre na sala 7’ que é uma adaptação do filme sul coreano, conta a história de Lingo Lingo, o Memo. Ele nasceu com deficiência Intelectual e ao longo do filme me perguntei como ele havia tido uma filha ( esse detalhe é contado mais para o meio do filme, onde Memo narra como conheceu sua esposa.) A filha de Lingo Lingo que deve ter seus sete ou oito anos não o via como algo errado, e o filme relata o amor de pai e filha e o quanto ele se esforçava para cuidar dela. A avó dizia para a menina que o pai dela era diferente porque na verdade tinha a idade dela, era uma eterna criança.

Em um momento quando Memo levada as ovelhas para pastar , as crianças que brincavam perto dali com seus pais (dentre eles um comandante e seus filhos), chamaram a atenção de Memo com cantos de deboches e danças, ele sem perceber foi atraído e quando menos percebeu estava perto demais , a filha do comandante se achegou para as rochas próximo ao mar e escorregando caiu entre as pedras. Memo foi salva-la desesperado, quando surgindo com ela na praia toda ensanguentada nos braços os pais entraram em desespero , pensando que Memo a tivesse matado. Ele é então preso, torturado e sentenciado a morte, esperando o momento na cela 7.

Havia uma pessoa que viu... Uma única testemunha. Será essa testemunha capaz de salvar Memo?

O filme é muito triste, não mostra só o drama de Memo, mas de todos na cela 7 que aprende muito com ele. Todos foram capazes de aprender que milagres podiam acontecer e Memo por si só já era um milagre.
Nesse filme há muitas perdas: Na corrupção daquele que se julga a autoridade máxima, perda daquele que não se sente mais capaz de viver por uma culpa do passado, por aquele que se julga o salvador que deve morrer por alguém. O fato é que nada do que acontece no filme é algo inédito, dores assim são vivenciadas em muitos lugares e sob diversas circunstâncias.  




Achei que o filme foi escrito de maneira muito sensível, Memo foi tocando o coração das autoridades e para uma história que aconteceu na década de 80, achei o desfecho surpreendente. Acredito que a todos(ainda que não gostem de drama), é super válido assistir.

O ator Aras Bulut é um sucesso á parte! Ótima atuação como Lingo Lingo, fez super bem o papel, muito convincente, excepcional! A menina (Nisa Sofiya) também é um grande talento e emociona com o papel, tão pequena e já tão grande atriz.


Eu indico o filme com certeza! Ótimo momento cinema e pipoquinha do lado!


Trailer do Filme:





 Título original : 7. Koğuştaki Mucize

      Elenco:
      Aras Bulut İynemli: Memo
      Nisa Sofiya Aksongur: Ova
      Celile Toyon: Fatma Nene
      İlker Aksum: Askorozlu

Realização : Mehmet Ada Öztekin
Cenário : Özge Efendioglu e Kubilay Tat
Música : Hasan Özsüt
Direção artística : Hakan Yarkın
Fotografia : Torben Forsberg
Montagem : Ruşen Dağhan
Produção : Saner Ayar e Sinan Turan
      Produção associada : Cengiz Çağatay
Companhia de produção : O3 Turquia Medya
Empresa de distribuição : CJ Entertainment Turkey
País de origem :  Turquia
Língua original : Turco
Ano: 2019
Tempo: 2hs12 min
Nota: 9.8

Topo