20 de julho de 2016

Minha Paixão é ler: Não Conte nada para Mamãe - Toni Maguire – Resenha

 Não Conte nada para Mamãe - Toni Maguire



Oi pessoal <3

Ficou grande, mas vale a pena a leitura, ainda mais quem tem filho pequeno ou primos, sobrinhos...
A resenha de hoje para mim não é apenas de um livro, mas de algo muito sério e que cada um de nós devemos ficar atentos, não apenas pai e mãe, avôs e avós, mas também o vizinho, o professor, o amigo...

‘’Não conte para Mamãe ‘’ é um livro surpreendente, causador de espanto e dor, mas ao mesmo tempo revelador, nos mostra o quanto a pedofilia é comum mesmo antes de tanta modernização, tanto porque a história do livro se passa nos anos 50.

A própria Toni McGuire (Maguire) - a Antoinette conta tudo o que passou os abusos sofridos, a injustiça, a dor, a perda, o abuso de poder, as surras... Tudo o que aconteceu na infância e adolescência, uma dor causada pelo próprio pai. E detalhe: Com a mãe sendo conivente...O próprio pai abusou constantemente da menina, até ela engravidar. 

Apesar dos relatos de horror e com o sentimento de solidão e sofrimento pela falta de amor por parte da mãe dela (Ruth McGuire) , ela relata na história o grande amor que sente pela mãe e o quanto ela ansiava pela atenção extrema da mãe dela, o quanto ela perdoou a mãe e fez tudo o que pôde para estar ao lado dela, mesmo vendo que o marido (pai de Antoinette) era, de fato, o único que importava para mãe . A Ruth tinha um amor doentio pelo marido que para fazê-lo feliz ela fingia não ver o que acontecia ao lado do seu quarto...

O pai de Antoniette quase destruiu a vida da menina, engravidando a filha, obrigando um aborto que quase custou a vida da adolescente e a fez ficar mal falada, ela foi expulsa da escola, a família do pai nunca a perdoou pois achava que a culpa era dela...
Toni conta as memórias da infância, a escola, os lugares onde viveu as poucas amizades, as artes de criança, os sonhos na vida.

O que ela mais lembrava e desejava era o amor pela mãe, o carinho que ela sentia, lembrando-se do quanto amava e necessitava daquele carinho quando pequena, a saudade do perfume dela, seu beijo antes de dormir. Incrível, ainda amar tanto alguém que compactuou tanto mal.


No fim da vida de Ruth em fase terminal em um hospital, chamou a Toni para que juntas ela pudesse esperar pela morte. A Filha por outro lado, esperava que a mãe pedisse perdão. Fato esse que nunca ocorreu. No fim da vida de Ruth a filha estava ao lado dela. E onde estava o marido? Na festa com os amigos, bebendo e jogando. Aquele homem, que ela tinha colocado acima de tudo, acima da própria filha.


Não conte nada pra mamae
Toni McGuire-Na Inglaterra, esse livro é um dos mais vendidos. 

Fragmentos do livro:



  • Toni disse ao médico:-Ela nunca me amou. Agora precisa de mim para poder morrer em paz, com o seu sonho intacto; o sonho de um marido atraente que a adora, de um casamento feliz e de uma filha. Eu não passo de uma figurante no seu último acto. É o meu papel aqui. 
  • O médico perguntou:E vai destruir esse sonho? Pensei na forma pequenina da minha mãe, tão dependente de mim agora.- Não - suspirei. - Como podia fazer uma coisa dessas? 


  • “A tua mãe vai deixar de te amar, se falares,Toda a gente vai deitar as culpas para cima de ti.” 

  •  ‘’O meu pai, apenas com a camisola interior manchada de suor e as cuecas, saíra do quarto e ficara agachado à porta do meu quarto, que devia ter aberto em silêncio. Com um sorriso, observava-me. Estremeci de medo e tentei logo agarrar na toalha para me tapar.- Não, Antoinette - esclareceu ele. - Quero admirar-te. Vira-te.’’

Sinopse:

Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de um infância idílica que mascarava uma terrível verdade.
 

Minha Opinião:

Chorei, chorei, fiquei com raiva, em pânico, chamei o homem de desgraçado e a mãe de cretina... Mas agente aprende, pra que possamos ficar atentos com nossos filhos e não permitir tamanha crueldade. Temos que ensinar as crianças a falarem, fazê-las confiarem em nós. Criança não mente a esse respeito. Como uma criança de seis ,sete anos vai descrever detalhes e estar mentindo? Indico a leitura.

Don't tell mummy


Note do livro: de 0 a 10: 9,8
Título original: Don´t tell Mummy
Autora: Toni McGuire
Ano: 2008/2009
Editora: Bertrand Brasil
Pág.: 306
Língua: Português de Portugal.

Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

16 comentários:

  1. Parece ser ótimo, fiquei com vontade de ler.
    Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente fiquei sem palavras para comentar o post. Por enquanto só me restam lágrimas. Apenas lendo a resenha, iamgino se chegar a ler o livro.
    Mas como disseste, vale para aprendermos a abrir os olhos. Infelizmente não podemos confiar em qualquer pessoa. Triste. Revoltante. Mas quero ler!

    Beijos.

    Blog Jovens Mães

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho filhos, mas me deixa doida só de pensar nas crianças que passam por isso, fico em pânico em imaginar que a cada dia que se finda, sempre que anoitece em algum lar, em vários lugares no mundo crianças estão sendo abusadas... Me sinto tão impotente! Só Deus que vê onde ninguém vê pode fazer tudo vir a ser descoberto. É um livro forte, mas mais forte é a indignação que ele causa. Devemos ler, todos! Pra aprender os sinais que as crianças dão, os sinais para podermos ajuda-las.
      Obrigada pela visita e por comentar.
      Um beijão! E ótimo final de semana.
      <3

      Excluir
  3. Nossa, que tema forte! Deve ser um livro muito intenso, Rê. Mas apesar da intensidade talvez afastar alguns leitores, acho essencial que seja lido e, o mais importante, que esse tema seja discutido. Não podemos fechar os olhos pra essa barbárie que acontece em tantos lugares.

    Um beijo!
    Heeey, Maria! | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que mais intenso é o nosso sentimento no final de cada dor. Pois isso acontece todos os dias,né e é tão triste. Devemos sempre ser fortes, e absorver as coisas boas de cada livro, como esse, por exemplo, que nos ensina a vigiar melhor as crianças e ficar ligadas aos sinais que elas podem dar.
      Ray adorei sua visita!! Obrigada pela sua opinião e se puder lê sim, é um livro exemplar.
      Um beijo, e ótimo final de semana!

      Excluir
  4. Não conhecia, mas você fez uma resenha maravilhosa que me despertou curiosidade.
    Beijo
    www.garotaestelar.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É de fato um livro curioso. Ela retrata todas as partes da infância e não só os abusos. Tão lindo ver ela narrando com tanta ingenuidade as coisas e descobertas de cada coisa que ela viveu, as brincadeiras e a escola.. Infelizmente aquele monstro aniquilou uma vida melhor, mas isso sempre acontece por aí...
      Lê o livro, se puder. É um tema importante.

      Um beijo! Otimo final de semana <3

      Excluir
  5. Olha, sinceramente, não sei se teria coragem de ler esse livro. O tema é pesado, mas mesmo assim é preciso ler e saber né? Mas não sei se conseguiria. Quando leio esses romances do Nicholas Sparks já caio em prantos porque sempre alguém morre, imagina eu lendo um desses? Não sei :x haha!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkk é cada um sabe o que pode ler kk tem alguns livros que não consigo também, sabe. Mas esse é um tema importante. Mas leia quando se sentir preparada e não chore kkk apesar da dor que ela viveu, ela superou e se tornou alguém na vida.
      Muito obrigada pela sua visita e comentário! Volte sempre <3

      Um beijo! Otimo final de semana <3

      Excluir
  6. Genteee amei esse post! Super completo, muito interessante. Parabéns... Te achei pesquisando as templates da Elaine Gaspareto e realmente o seu ficou lindo!
    Se quiser conhecer o meu, o link é
    www.acheierabisquei.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já estou te seguindo também, teu blog é simplesmente apaixonante. Amei.
      Obrigada flor, seja bem vinda.
      Um beijão!

      Excluir

Eu fico tão feliz ao ver seu comentário! Ele é muito importante pra mim
Aproveita e segue o blog <3 <3 E não se esqueça de deixar o link para que eu possa retribuir a visita e segui-lo também.
Beijos e voltem sempre! <3



Topo