quinta-feira

Minha Paixão é Ler: O Harém de Kadafi - Annick Cojean - Resenha

www.chuvanojardim.com.br



Olá pessoal!!!

 hoje vim trazer mais uma resenha. Dessa vez o escolhido foi o livro ''O Harém de Kadafi'' da escritora Annick Cojean. O livro conta  os bastidores e o dia a dia de Kadafi ( Ex ditador da Líbia que foi morto em 2011 na grande revolução do País). 
Começa narrando a história de Soraya , a menina que virou escrava sexual de Kadafi ao completar 15 anos e permaneceu  desta maneira até 22 anos quando ocorreu a revolução em 2011.Porém a vida dela ficaria marcada para sempre  por questões de honra de família, cultura e etc. Ela jamais teve paz e a estrutura familiar ruiu. Hoje , nem a sua mãe fala com ela e seu pai guarda lembranças dolorosas do ocorrido com a filha. Mas Soraya teve culpa? Ao lermos o livro fica em mim um intenso sentimento de impotência e tristeza. O que a menina poderia ter feito diante do poderio de Muamar Kadafi? Como a família dela, os pais, poderiam defendê-la? Soraya foi a vítima, assim como inúmeras mulheres e meninas com idades de 10, 12 anos como é relatado no livro que perderam suas vidas para sempre  por causa das atitudes de um homem.

Soraya começa contando sua história desde a infância, conta um pouco da adolescência, da escola e da admiração pelo pai. Conta a experiência com Kadafi que a estuprava a qualquer  hora do dia ou da madrugada e de como conheceu o amor, as mudanças para tentar sobreviver , sua fuga para Paris, a volta frustrada para Líbia até a revolução onde enfim ocorreu a queda do ditador. Soraya for forçada a fumar e cheirar drogas, beber bebidas alcoólicas, não conseguia e nem podia mais observar o ramadã, ler o alcorão, não tinha vida, nem paz, pois estava sempre ao dispor do ‘Guia’. Virou dependente das drogas: Bebidas e cigarros.

Hoje, soraya vive sendo ameaçada de Morte, sem futuro, sem perspectiva, sem estudos, sem saber que rumo seguir na vida.

O livro também conta a histórias de outras mulheres que tiveram a coragem de contar (ocultando os verdadeiros nomes) um pouco do que viveram com kadafi.

É uma historias triste, mas que fez parte do país e até do mundo e que ocorria á décadas e ninguém podia defender aquelas meninas. Ainda bem que tudo acaba um dia e o ditador colheu o que plantou.

O livro trás inúmeras histórias incríveis até mesmo com pessoas famosas, nomes famosos, as atitudes do presidente quando ele estava só, quando estava com as meninas, suas atitudes desmoralizantes que eu fiquei perplexa...
Tem muitos relatos e descobertas que foram feitas depois da morte do ditador, muita coisa mesmo!


  • Fragmentos pag. 12:

Soraya:

''Nasci em Marag, povoado da região de Jebel Akhdar, a montanha Verde, não
muito distante da fronteira com o Egito. Era 17 de fevereiro de 1989. Sim, 17 de
fevereiro! Para os líbios, é impossível ignorar essa data: foi o dia em que eclodiu a
revolução que tirou Kadafi do poder, em 2011''


  • Fragmentos pag. 15

''Na escola, em contrapartida, era uma adoração. Sua imagem era onipresente;
cantávamos o hino nacional todas as manhãs diante de um imenso pôster de
Kadafi ao lado da bandeira; diziam todos, entusiasmados: “Tu és nosso Guia,
marchamos atrás de ti, blá-blá-blá”; e, fosse na sala de aula ou no intervalo, os
alunos se gabavam de “meu primo Muamar”, “meu não-sei-o-quê Muamar”,
enquanto os professores falavam dele como um semideus. Não, como um deus. Ele
era bom, zelava pelas crianças, tinha todos os poderes. Devíamos todos chamá-lo
de “papai Muamar”. Sua estatura nos parecia gigantesca.''


  • Fragmentos pag 18 e 19

''Em uma manhã de abril de 2004 – eu acabara de completar quinze anos –, o
diretor do colégio se dirigiu a todos os alunos, reunidos no pátio: “O Guia vai nos
dar a grande honra de sua visita amanhã... e um professor veio me chamar, dizendo que eu havia sido escolhida para
entregar flores e presentes ao Guia.''

''Foi tudo muito rápido. Estendi o buquê, tomei sua mão livre nas minhas e a beijei, me
curvando. Então senti que ele comprimia estranhamente minha palma. Depois me
mediu de cima a baixo, me lançando um olhar frio. Apertou levemente meu ombro
e pousou a mão sobre minha cabeça, acariciando-me os cabelos. E minha vida
terminava aí. Pois esse gesto, como vim a saber mais tarde, era um sinal a suas
guarda-costas que significava: “Esta aqui, eu a quero''


  • Fragmento pag.  25

Obs: Salma, Fathia e Mabruka eram Mulheres Guardas de Kadafi


''Salma se aproximou de mim.
– Vou lhe explicar tudo muito claramente: Muamar vai se deitar com você. Vai
abrir você. E você vai passar a ser uma coisa dele e não o deixará mais. Por isso,
deixe de ser teimosa. A resistência e os caprichos não funcionam com a gente!

Fathia, a imponente, chegou, ligou a tevê e aconselhou:

– O negócio é deixar, vai ser mais fácil. Se você aceitar, tudo vai funcionar bem
para você. O negócio é simplesmente obedecer, sem questionar.
Eu chorei e fiquei ali, prostrada. Então eu era uma prisioneira. O que eu tinha
feito de errado?
Por volta de uma da tarde, Fathia veio me arrumar com um vestido azul de
cetim, muito curto. Na verdade, ele mais despia que vestia. No banheiro, ela
molhou meus cabelos e passou musse. Mabruka deu uma olhada no meu visual, me
tomou pela mão e me levou novamente ao quarto de Kadafi.
– Dessa vez, você vai satisfazer os desejos do seu mestre, ou eu te mato!
Ela abriu a porta e me empurrou para dentro. O Guia estava lá, sentado na
cama, de calça esportiva e camiseta. Fumava um cigarro e soprava lentamente a
fumaça, me olhando com frieza.
– Você é uma puta – disse ele. – Sua mãe é tunisiana, e por isso você é uma
puta.
Ele não tinha pressa, olhava-me demoradamente da cabeça aos pés e dos pés
à cabeça, lançando a fumaça em minha direção...''



Sinopse:

Um relato chocante do reino de terror de Muamar Kadafi e uma análise sensível do destino das mulheres vítimas desse sistema. Soraya tinha apenas quinze anos quando Muamar Kadafi foi visitar a escola onde ela estudava. No momento em que ela lhe estendeu um buquê de flores, ele colocou a mão na cabeça da menina e acariciou seus cabelos. Era o gesto secreto que sinalizava a suas guarda-costas que ele a havia escolhido. 
Soraya foi raptada e viu sua infância chegar ao fim. Durante sete anos, foi estuprada, espancada, forçada a consumir álcool e cocaína e depois integrada às tropas das “amazonas” de Kadafi. Neste livro, a conceituada jornalista Annick Cojean dá voz a Soraya, desvelando um aspecto pouco conhecido da ditadura de Kadafi – o abuso de drogas que estimulava a megalomania sangrenta do ditador e o cruel abuso sexual de jovens líbias, escolhidas entre aquelas que lhe chamassem atenção. Inúmeras mulheres tiveram o mesmo destino de Soraya, centenas provavelmente. Talvez nunca se saiba ao certo, pois o assunto ainda é tabu na Líbia. 
Annick Cojean arriscou sua vida ao ir a Trípoli investigar essa história. Ali, encontrou uma sociedade hipócrita e decadente, dilacerada pela prostituição, pela corrupção, pelo terror, por estupros e assassinatos. Em O harém de Kadafi, Annick Cojean possibilita que as vítimas do ditador líbio contem sua história para o mundo, devolvendo um pouco de dignidade a mulheres cuja vida foi destruída por um monstro.

Minha Opinião:

O livro é exemplar. Achei que a jornalista foi muito corajosa por correr atrás de tanta coisa comprometedora em um país como a Líbia que ainda permanecia com muitos admiradores de Kadafi. Cada pessoa que ela encontrou, cada depoimento ( foram muitos) fez com que o livro ficasse super  rico de informações  e, na minha opinião,  ficou BOMBÁSTICO! Indico a leitura. A linguagem é simples e o enredo do livro prende qualquer leitor.




Nota de 0 a 10 : 9,9
Titulo: O Harem de Kadafi
Ano: 2012
Editora: Verus
Isbn: 9788576862017
Paginas: 


Veja também:






Criar cartão de visita

sexta-feira

Dica Decor: Mármore Claro na Decoração




Oii Amores! Hoje Vamos de Decoração? Quem ama levanta a mão \o/ #sopradescontrair

Quem nunca viu aquelas decorações de tirar o fôlego com escadas magníficas, bancadas espetaculares, chão que parece mais um espelho? Sim a decoração com Mármore certamente é muito desejada ainda que em determinadas partes da casa, como na cozinha por exemplo. Mas a muito tempo que observamos  a presença dessa rocha em todos os ambientes da casa. Mas e o Granito? O granito possui diferenças com relação ao mármore, mas é lindo também e é uma opção vantajosa. Mas qual a diferença? O Mármore vale a pena? Ai depende de alguns fatores e sua escolha. Vamos ás definições?

 Mármore definição Dicionário:
substantivo masculino
1    1.
geol rocha metamórfica, constituída sobretudo de calcita e/ou dolomita recristalizada(s), ger. de textura sacaroide, de granulação variável, freq. provida de veios coloridos.

Definição Wikipédia:

Mármore é uma rocha metamórfica originada de calcário exposto a altas temperaturas e pressão extrema. Por este motivo as maiores jazidas de mármore são encontradas em regiões de rocha matriz calcária e atividade vulcânica. O mármore é uma rocha explorada para uso em construção civil.

blog chuva no Jardim
Pedreira

Blog chuva no Jardim
Pedreira - Foto de: Maciel Sechim site:olhares.com


Lendo assim a definição de mármore no dicionário, não parece estranho? Talvez se você não conhecesse o mármore ou nunca tivesse visto em uma revista ou catalogo nem poderia imaginar como ele é através apenas desta definição. Procurando saber melhor sobre os tipos de mármore encontramos inúmeros e não só ele, mas Granito também, que  é uma rocha lindíssima, de composição diferente.
A transformação do mármore não ocorre em laboratório e sim na natureza

Definição Wikipédia de Granito:

O granito (do latim granum grão, em referência à textura da rocha) é um tipo comum de rocha ígnea ou rocha magmática de grão fino não metamórfica, médio ou grosseiro, composta essencialmente pelos minerais quartzo, mica e feldspato, tendo como minerais acessórios mica (normalmente presente), hornblenda, zircão e outros minerais. É normalmente encontrado nas placas continentais da crosta terrestre.

Essa próxima foto é do granito:

chuva no Jardim
Granitos Brancos/claros creditos: Casaeconstruçao.org


Ahhh deu pra entender melhor o granito através da definição acima, néeeee? CLARO QUE NÃO, mas a diferença básica entre Granito e Mármore é a composição, durabilidadegrau de fragilidade.

O mármore por ter calcita é mais frágil, e é facilmente atacado por substancias ácidas e possui a dureza menor. Os granitos ocorrem tanto sob a forma de maciços rochosos como em matagões (blocos arredondados), os mármores são explorados através de cavas abertas ou cortes em taludes, pois não formam concentrações de matagões como os granitos. (referencia Aqui)
A maneira mais fácil de verificarmos se é mármore ou se é granito é riscarmos a superfície lisa da rocha com metal e observarmos: O Mármore é riscado e o Granito não (Sendo riscado apenas por rochas de dureza superior a ele...).

Fotos abaixo são do Mármore:
Blog Chuva no Jardim
Mármore Branco Paraná

Blog Chuva no Jardim
Mármore Ariston

Blog Chuva no Jardim
Mármore Carara

Blog Chuva no Jardim
Mármore Crema Marfim Clássico

Blog Chuva no Jardim
Mármore Bege Bahia
Blog Chuva no Jardim
Credito: Casaeconstrucao.org


Existem inúmeras empresas especializadas em obra de fino acabamento que fazem o projeto pra sua residência ou área comercial, te orientando se é mármore ou granito e se é de boa qualidade e qual é o melhor para sua necessidade.  Mas a real intenção do post é apresentar o quanto bonito fica na decoração da casa. Sabemos o quanto é caro, mas se houver cuidados pode durar por anos a fio e é claro, o luxo e a beleza presentes nessas rochas faz qualquer um se apaixonar. Ainda que muitos prefiram madeira (que também é divina!) esse tipo de decoração com mármore e granito é cara da riqueza haha



Querem inspirações? Olhem só!

Blog Chuva no Jardim


Blog Chuva no Jardim


Blog Chuva no Jardim

Blog Chuva no Jardim
Classic Casual Home

Blog Chuva no Jardim
Decorfacil.com

Blog Chuva no Jardim
by Veronika Demovicova

Blog Chuva no Jardim

Blog Chuva no Jardim
Uol.com.br

Blog Chuva no Jardim
Arquiteta carla Alves
Olha que lindo que é a natureza,coisas perfeitas que Deus fez. Essa gruta situada no Chile é toda de mármore, com águas cristalinas e um azul perfeito. Informando que ela é protegida por lei e é expressamente proibido retirar mármore de lá. Lindo ,não é?

 
Caverna exuberante no Chile , Toda de Mármore

Caverna de Mármore no Chile



O que acharam? Fariam alguma decoração em mármore? Mármore claro ou preferem escuros?
Deixem seu comentário.
Beijoss <3

Criar cartão de visita


obs: As fotos não creditadas,por gentileza caso tenham a fonte me deixem saber para que possam ser creditadas devidamente.

quarta-feira

Minha Paixão é Ler: ''Na Pele de Uma Jihadista''- Resenha





Em meio a tantas mudanças que vem ocorrendo em nosso meio, como por exemplo variedades religiosas ou até mesmo cultural , temos nos deparado com muitas surpresas também.
Coisas que não víamos tão explicitas antes, vemos hoje. Os deslocamentos de pessoas para vários países, culturas diferentes. Isso é ótimo! Até que algo foi ficando estranho...

E é sobre isso também, que é relatado no livro ‘’Na pele de uma Jihadista’’ de Anna Erelle. 

O livro é muito bom (na minha opinião)  mostra a história de Anna que é uma jornalista Francesa que vive em  Paris com cerca de 30 anos, com um relacionamento Estável com o namorado, com um hábito fortíssimo de fumar , começa a entrar no mundo da religião Islâmica, com objetivo de formar matérias para o jornal onde ela trabalha como Freelance. Mas o objetivo e foco da matéria sempre se passa sobre o terrorismo e sobre os jovens da Europa e do mundo que se radicalizam e migram para Síria.

Entre facebooks e outras redes sociais, entre sites e comunidades do EI ou Daesh ela começa muitas amizades com os terroristas e dentre essa amizade surge um importante combatente do alto escalão que se ‘’apaixona’’ por ela, e começa não só a tentar recruta-la como também a pede em casamento. Anna no perfil fictício se chama Mélodie.
O objetivo do Jihadista é então, convencer Mélodie de qualquer maneira para que ela largue tudo e viaje imediatamente para Síria. Mais tarde Anna soube que ele era casado com várias esposas, tinha muitos filhos e já conversava com tantas outras pela internet...

Entre as noites no Skype conversando o terrorista, os papos no facebook  e a vida secular de Anna , ela se encontra incomodada e nervosa, pois tantas mudanças passam a influenciar o relacionamento dela com o  namorado, Millan.

Mélodie então, começa descobrir coisas importantíssimas  sobre o EI e seu pretendente , ao mesmo tempo que adverte muitas meninas a não fazer a hégira ou ir embora para a Síria, pois muitas delas se arrependem e já é tarde demais. Já que muitas das vezes seus esposos morrem em batalhas e elas ficam só, sendo obrigadas muitas vezes a se casar novamente ou se tornam escravas sexuais...

O livro mostra a realidade desses jovens que vão para fazer a jihad e implantar a charia Em contra partida, a cada dia milhares de meninas e meninos estão indo embora pro Iraque, Síria ou Turquia, deixando suas famílias e entrando para o Estado Islâmico onde suas principais características são os atos de muita violência. Porém  o livro não foca no Daesh em si nem em seus atos estratégicos de guerra e sim em como ocorre o recrutamento de meninas.

Fragmentos do Livro:

‘’Aí, Mélodie mandará um derradeiro e-mail a seu pretendente para lhe dizer que alguém deve tê-la denunciado, visto que, como toda causa acarreta um efeito, não a
deixaram pegar o avião para a Turquia. Ela se sentirá vigiada e terá de voltar para a França, por enquanto. Depois não existirá mais.
Como se tivesse se volatilizado. E O terrorista nunca mais ouvirá falar dela. Na realidade, tenho a intenção de dar como fecho a essa matéria sobre o “jihad digital” minha parada em Kilis, e os poucos obstáculos que se erguem no caminho daqueles e daquelas que empreendem essa terrível viagem.

Mas absolutamente nada ocorreu como previsto.’’

SINOPSE:

A jovem e frágil Mélodie, recém convertida ao islamismo, conhece, num chat de Facebook, Bilel, integrante de alto escalão do Estado Islâmico e braço direito de Abu Bakr al-Baghdadi, um dos terroristas mais perigosos do mundo. Após somente dois dias de conversas por Skype, ele já se declara “apaixonado”. Mais do que isso: pede Mélodie em casamento, instigando-a a juntar-se a ele na Síria para viverem juntos uma vida idílica, repleta de riquezas materiais e espirituais. Mas o que Bilel não sabe é que Mélodie não existe fora do mundo virtual. Ela é, na verdade, Anna Erelle, uma jovem repórter parisiense que investiga as redes de recrutamento de grupos terroristas e suas propagandas digitais.

Minha Opinião:

O livro é ótimo e serve para entendermos melhor o que se passa nesse mundo virtual. Fala sobre uma realidade próxima, casos que se repetem a cada dia.
Eu gostei bastante da linguagem da escritora. É  de fácil compreensão , simples e divertida. Uma excelente Leitura.

Nota de 0 a 10: 9,5
Titulo do Livro: Na pele de uma Jihadista
Editora: Paralela
Ano: 2015
Escritora: Anna Erelle
ISBN: 9788565530965


Criar cartão de visita

sexta-feira

TAG- 8 Coisas




Hoje vim responder uma Tag chamada 8 Coisas. Achei ela bem legal, já vi em alguns Blogs. Espero que gostem. Segue um pouco mais sobre mim <3

 8 coisas para fazer antes de morrer: 
§  Viajar pelo Mundo
§  Tirar fotos na Torre Eiffel
§  Conhecer os vilarejos da Europa
§  Me tornar profissionalmente feliz e realizada
§  Ver de perto ( se possível mais que isso) a baleia Jubarte, a cachalote e o golfinho
§  Participar de ONGs no Brasil e no Mundo, ajudar de perto.
§  Aprender Francês e Árabe
§  Ter uma casa nas Montanhas

# 8 coisas que você ama

§  Deus acima de tudo  & Minha família
§  Meu Esposo & Minha Pet que se chama Luna
§  Biologia & Química
§  A Natureza & Ar Puro
§  Pão de queijo, strogonoff & chocolate (Ah! E Quibe de Forno)
§  Dançar & ouvir música
§  Dormir & ficar á Toa ( Quando dá)
§  Moda & Decoração

# 8 coisas que você odeia

§  Carne de Porco & Torrone
§  Bebida Alcoólica e Cigarro (a fumaça me faz muito mal mesmo)
§  Preconceitos & Falsidades
§  Atrasos & ficar esperando muito quando marco com alguém
§  Pessoas que não te ajudam & só te cobram
§  Acordar cedo...
§  Muito calor
§  Traição & Violência

# 8 coisas que você fala

§  Cara!
§  Pow , fala Sério!
§  Misericórdia!
§  Ninguém Merece!
§  Ah não! Me recuso!
§  Tu tá demais , hein!
§  Valeu!
§  Que Bosta!

# 8 makes/roupas/Acessórios que você não vive sem

§  Batom
§  Calça Jeans
§  Meu Blazer (principalmente pra trabalhar)
§  Sapatinho fechado
§  Rímel
§  Vestidos
§  Brincos
§  Blusas de Cor escura

# 8 objetos que você não vive sem

§  Meu Notebook
§  Meu Celular
§  Caneta
§  Fone de Ouvido
§  Livros
§  Toalhinhas na Bolsa
§  Guarda chuva (ainda que faça sol, nunca se sabe... hehe)
§  Meu cartão de Crédito (hahah)

# 8 filmes/séries/livros/jogos que você ama

§  Grey’s Anatomy-Série
§  Orange is the new Black- Série
§  House- Série
§  A Saga Crepúsculo- Filme
§  Orgulho e Preconceito- Filme
§  O Refugio Secreto- Livro
§  As Flores do Ruanda- Livro
§  The sims- Jogo

A oitava pede para indicar 8 blogs para responder a tag, Mas irei deixar livre para que todo aquele que se identificar possa respondê-la.

Espero que tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre mim. Um beijo a todos!
Criar cartão de visita
Topo