29 de setembro de 2016

Minha Paixão É Ler: O Harém de Kadafi - Resenha




Olá pessoal, hoje vim trazer mais uma resenha. Dessa vez o escolhido foi o livro ‘’O Harém de Kadafi’’ da escritora Annick Cojean. O livro conta  os bastidores e o dia a dia de Kadafi ( Ex ditador da Líbia que foi morto em 2011 na grande revolução do País). Começa narrando a história de Soraya , a menina que virou escrava sexual de Kadafi ao completar 15 anos e permaneceu  desta maneira até 22 anos quando ocorreu a revolução em 2011 , porém a vida dela ficaria marcada para sempre  por questões de honra de família, cultura , etc. Ela jamais teve paz e a estrutura familiar ruiu. Hoje , nem a sua mãe fala com ela e seu pai guarda lembranças dolorosas do ocorrido com a filha. Mas Soraya teve culpa? Ao lermos o livro fica em mim um intenso sentimento de impotência e tristeza. O que a menina poderia ter feito diante do poderio de Muamar Kadafi? Como a família dela, os pais, poderiam defendê-la? Soraya foi a vítima, assim como inúmeras mulheres e meninas com idades de 10, 12 anos como é relatado no livro que perderam suas vidas para sempre  por causa das atitudes de um homem.

Soraya começa contando sua história desde a infância, conta um pouco da adolescência, da escola e da admiração pelo pai. Conta a experiência com Kadafi que a estuprava a qualquer  hora do dia ou da madrugada e de como conheceu o amor, as mudanças para tentar sobreviver , sua fuga para Paris, a volta frustrada para Líbia até a revolução onde enfim ocorreu a queda do ditador. Soraya for forçada a fumar e cheirar drogas, beber bebidas alcoólicas, não conseguia e nem podia mais observar o ramadã, ler o alcorão, não tinha vida, nem paz, pois estava sempre ao dispor do ‘Guia’. Virou dependente das drogas: Bebidas e cigarros.

Hoje, soraya vive sendo ameaçada de Morte, sem futuro, sem perspectiva, sem estudos, sem saber que rumo seguir na vida.

O livro também conta a histórias de outras mulheres que tiveram a coragem de contar (ocultando os verdadeiros nomes) um pouco do que viveram com kadafi.

É uma historias triste, mas que fez parte do país e até do mundo e que ocorria á décadas e ninguém podia defender aquelas meninas. Ainda bem que tudo acaba um dia e o ditador colheu o que plantou.

O livro trás inúmeras histórias incríveis até mesmo com pessoas famosas, nomes famosos, as atitudes do presidente quando ele estava só, quando estava com as meninas, suas atitudes desmoralizantes que eu fiquei perplexa...
Tem muitos relatos e descobertas que foram feitas depois da morte do ditador, muita coisa mesmo!

Fragmentos pag. 12:

Soraya:
‘’Nasci em Marag, povoado da região de Jebel Akhdar, a montanha Verde, não
muito distante da fronteira com o Egito. Era 17 de fevereiro de 1989. Sim, 17 de
fevereiro! Para os líbios, é impossível ignorar essa data: foi o dia em que eclodiu a
revolução que tirou Kadafi do poder, em 2011’’

Fragmentos pag. 15

‘’Na escola, em contrapartida, era uma adoração. Sua imagem era onipresente;
cantávamos o hino nacional todas as manhãs diante de um imenso pôster de
Kadafi ao lado da bandeira; diziam todos, entusiasmados: “Tu és nosso Guia,
marchamos atrás de ti, blá-blá-blá”; e, fosse na sala de aula ou no intervalo, os
alunos se gabavam de “meu primo Muamar”, “meu não-sei-o-quê Muamar”,
enquanto os professores falavam dele como um semideus. Não, como um deus. Ele
era bom, zelava pelas crianças, tinha todos os poderes. Devíamos todos chamá-lo
de “papai Muamar”. Sua estatura nos parecia gigantesca.’’

Fragmentos pag 18 e 19

‘’Em uma manhã de abril de 2004 – eu acabara de completar quinze anos –, o
diretor do colégio se dirigiu a todos os alunos, reunidos no pátio: “O Guia vai nos
dar a grande honra de sua visita amanhã... e um professor veio me chamar, dizendo que eu havia sido escolhida para
entregar flores e presentes ao Guia.’’

‘’Foi tudo muito rápido. Estendi o buquê, tomei sua mão livre nas minhas e a beijei, me
curvando. Então senti que ele comprimia estranhamente minha palma. Depois me
mediu de cima a baixo, me lançando um olhar frio. Apertou levemente meu ombro
e pousou a mão sobre minha cabeça, acariciando-me os cabelos. E minha vida
terminava aí. Pois esse gesto, como vim a saber mais tarde, era um sinal a suas
guarda-costas que significava: “Esta aqui, eu a quero!”

Fragmento pag.  25

Obs: Salma, Fathia e Mabruka eram Mulheres Guardas de Kadafi


‘’Salma se aproximou de mim.
– Vou lhe explicar tudo muito claramente: Muamar vai se deitar com você. Vai
abrir você. E você vai passar a ser uma coisa dele e não o deixará mais. Por isso,
deixe de ser teimosa. A resistência e os caprichos não funcionam com a gente!

Fathia, a imponente, chegou, ligou a tevê e aconselhou:

– O negócio é deixar, vai ser mais fácil. Se você aceitar, tudo vai funcionar bem
para você. O negócio é simplesmente obedecer, sem questionar.
Eu chorei e fiquei ali, prostrada. Então eu era uma prisioneira. O que eu tinha
feito de errado?
Por volta de uma da tarde, Fathia veio me arrumar com um vestido azul de
cetim, muito curto. Na verdade, ele mais despia que vestia. No banheiro, ela
molhou meus cabelos e passou musse. Mabruka deu uma olhada no meu visual, me
tomou pela mão e me levou novamente ao quarto de Kadafi.
– Dessa vez, você vai satisfazer os desejos do seu mestre, ou eu te mato!
Ela abriu a porta e me empurrou para dentro. O Guia estava lá, sentado na
cama, de calça esportiva e camiseta. Fumava um cigarro e soprava lentamente a
fumaça, me olhando com frieza.
– Você é uma puta – disse ele. – Sua mãe é tunisiana, e por isso você é uma
puta.
Ele não tinha pressa, olhava-me demoradamente da cabeça aos pés e dos pés
à cabeça, lançando a fumaça em minha direção...’’



SINOPSE:

Um relato chocante do reino de terror de Muamar Kadafi e uma análise sensível do destino das mulheres vítimas desse sistema. Soraya tinha apenas quinze anos quando Muamar Kadafi foi visitar a escola onde ela estudava. No momento em que ela lhe estendeu um buquê de flores, ele colocou a mão na cabeça da menina e acariciou seus cabelos. Era o gesto secreto que sinalizava a suas guarda-costas que ele a havia escolhido. Soraya foi raptada e viu sua infância chegar ao fim. Durante sete anos, foi estuprada, espancada, forçada a consumir álcool e cocaína e depois integrada às tropas das “amazonas” de Kadafi. Neste livro, a conceituada jornalista Annick Cojean dá voz a Soraya, desvelando um aspecto pouco conhecido da ditadura de Kadafi – o abuso de drogas que estimulava a megalomania sangrenta do ditador e o cruel abuso sexual de jovens líbias, escolhidas entre aquelas que lhe chamassem atenção. Inúmeras mulheres tiveram o mesmo destino de Soraya, centenas provavelmente. Talvez nunca se saiba ao certo, pois o assunto ainda é tabu na Líbia. Annick Cojean arriscou sua vida ao ir a Trípoli investigar essa história. Ali, encontrou uma sociedade hipócrita e decadente, dilacerada pela prostituição, pela corrupção, pelo terror, por estupros e assassinatos. Em O harém de Kadafi, Annick Cojean possibilita que as vítimas do ditador líbio contem sua história para o mundo, devolvendo um pouco de dignidade a mulheres cuja vida foi destruída por um monstro.

MINHA OPINIÃO:

O livro é exemplar. Achei que a jornalista foi muito corajosa por correr atrás de tanta coisa comprometedora em um país como a Líbia que ainda permanecia com muitos admiradores de Kadafi. Cada pessoa que ela encontrou, cada depoimento ( foram muitos) fez com que o livro ficasse super  rico de informações  e, na minha opinião,  ficou BOMBÁSTICO! Indico a leitura. A linguagem é simples e o enredo do livro prende qualquer leitor.

Nota de 0 a 10 : 9,9
Titulo: O Harem de Kadafi
Ano: 2012
Editora: Verus
Isbn: 9788576862017
Paginas: 


Veja também:

Outras Resenhas de Livros - 





Criar cartão de visita
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

18 comentários:

  1. Ótima resenha, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  2. Olá Rê, td bem??
    Confesso que não conheço a autora nem a obra, mas só pela capa já imaginamos o que será abordado no tema.
    Acho muito bacana ter contato com outras culturas, ainda mais nessa região onde além das guerras existe tanta opressão as mulheres. Muito boa sua resenha, gostei :)

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia o livro, mas essa história é bem triste, porém interessante por se tratar de um assunto delicado.

    ✯ Instagram ✯✯ Blog Diamante Turquesa ✯✯ Fan Page ✯

    ResponderExcluir
  4. Presente o livro prende qualquer um mesmo,pois eu que não sou de ler,quando cheguei aí fim pensei,mais já kkkkk,amei o livro,historia incrível.

    meninadeprataoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Que resenha intensa, achei uma história super forte. Aposto que é um livro e tanto! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Um tema bastante polêmico, ainda mais se tratando de relatos e histórias reais. A escritora foi de fato muito corajosa de expor tudo isso.

    Bom fim de semana!

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia, mas achei super interessante. Dá muita vontade de ler.
    Anotado.

    Bjim...
    >>blog Usei Hoje<<
    Instagram | Twitter | Fan Page

    ResponderExcluir
  8. Gostei desse livro e o que mais me encantou nele foram as citações que você colocou... São inspiradoras. *--*
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  9. Nossa fiquei muito interessada, já queroo♥
    Umm bjo Reh♥
    Blog Rafaelle Venttura♥

    ResponderExcluir
  10. Parece um livro muito interessante, adorei seu post.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  11. Ele parece ótimo, amei demais a sua resenha!
    www.achatadebatom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Ótima a sua resenha, gostei de conhecer esse livro.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia

    ResponderExcluir
  13. Que maximo essa resenha arrasou na dica dos livros
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  14. Que terrível Rê, deve ser uma leitura muito intensa e triste,
    lamento isso acontecer no mundo, li e fiquei horrorizada com o que
    aconteceu á ela.
    Bjs bfs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nossa, parece tão tenso esse livro.Gostaria de ler para saber como acontece essa loucura naquele lugar.É inacreditável que tudo isso realmente aconteça né?

    Gostei muito do post :)

    beeijão
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Não é o tipo de livro que eu costumo ler, mas parece ser uma história muito interessante mesmo! Parece ser um livro angustiante de ler por causa dos relatos tão tristes, sabe? Mas fiquei interessada na leitura, adorei a resenha!
    Um beijão,
    Gabi do likegabs.blogspot.com ♡

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia esse livro! Adorei a sua resenha, fiquei com vontade de ler, porque me parece um bom livro :)
    Beijinhos
    http://universodamarta.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Eu fico tão feliz ao ver seu comentário! Ele é muito importante pra mim
Aproveita e segue o blog <3 <3 E não se esqueça de deixar o link para que eu possa retribuir a visita e segui-lo também.
Beijos e voltem sempre! <3



Topo