16 de março de 2020

Minha Paixão é Ler: Resenha- O sal da Vida - Françoise Héritier



Critica:

O livro Sal da Vida de Françoise Héritier é um livro amorzinho, daqueles que te dá saudades quando lê e ao mesmo tempo vibra quando descobre que já fez algumas coisas da enorme lista de Françoise , sobre o que realmente importa na vida.

Ela descreve de maneira incansável , todas as coisa que já fez ou sonhou e descreve cada coisa com entusiasmo. Como por exemplo, correr na chuva , arrastar os pés nas folhas secas de outono, ser chamado pelos apelidos carinhosos ( e uns nem tanto) da avó, andar de mãos dadas, fazer aquela viagem sensacional...

Li algumas coisas que para muitas pessoas, fica muito difícil realizar, como as incríveis viagens à Paris e as guloseimas de lugares diferentes, conhecer alguns atores ou ver alguns filmes ou coisas antigas. Memória dela , apenas. Mas no geral achei amorzinho, o livro é o modo que a autora descreve como é a forma gostosa de viver , o que é o sal da vida, as pequenas coisas que fazem a vida valer a pena.
A autora descreve o livro como sendo uma simples lista numa única grande frase, intermitente, como um longo monologo murmurado...''

É um livro curto, mas tenho um ponto contra , na verdade. A forma com foi escrito é muito formal , com palavras mais cultas( o que pra alguns pode ser bom, mas se torna chato) . Na minha humilde opinião , a escrita é muito ''emperiquitada'' o que as vezes deixa a leitura um pouco cansativa.
Ela escreve muito bem, mas como esse livro é justamente de coisas simples da vida, poderia ser usada uma linguagem mais informal.

Indico a leitura , e te peço que deixe nos comentários sobre as coisas que você já fez e que ela descreve no livro e se você realmente concorda com a visão da autora sobre o que é o sal da vida.

Nota de 0 a 10: 7
Titulo: O sal da Vida ( Le Sel de la Vie)
Autora: Françoise Héritier
Ano: 2012
Editora: Valentina
ISBN: 978-85-65859-15-8

12 de março de 2020

Minha Paixão é Ler: Atraída por um Mafioso - Manuele Cruz- Resenha


blog chuva no jardim


A resenha que queria compartilhar com vocês hoje tem um tema diferente do que eu tenho lido. Não que eu não goste ou que ão conheça , pelo contrario! Porém , ultimamente tenho lido aqueles romances mais comuns e não um tema como a máfia Italiana.

Apesar de nunca ter lido antes livros da autora , me vi atraída pelos personagens e desfecho da história. Manuele Cruz escreveu a série ''Os Mafiosos'' contando em cada livro sobre um casal diferente , todos relacionados com o primeiro livro , que deu a origem aos demais pombinhos.

No primeiro livro da série , A autora conta a história de Sara Rubio e Fernando Bertollini.
Sara é uma professora de dança que divide um apartamento com sua amiga Isabela. As duas acabaram de terminar namoros conturbados e resolvem seguir em frente. No dia em que o ex de Isabella a chama para uma conversa de reconciliação , Sara acaba saindo da escola de dança ( onde dá aulas) sozinha e tarde da noite. Ao passar por um beco, presencia momentos de violência de uma gangue local , é vista e pega no flagra sendo levada como refém para um lugar desconhecido. Não sabia Sara , que na verdade eram os homens da máfia , onde Fernando era o capo ( chefe) e nem tudo era tão casual assim... O fato é que Sara descobre um tempo depois que não foi porque ela estava no lugar errado e na hora errada , que fez com que ela fosse pega pelos mafiosos.

Ela passa a ser como uma hospede da mansão , onde imagina estar confinada. Aos poucos, Fernando que está apaixonado por ela , usa todo o seu poder para conquista-la . Além disso , Fernando tem uma filha de quase três anos , e usa a menina para que conquiste Sara e peça para que ela seja sua mãe.

Sara passa a se ver envolvida com o chefe da máfia e se apega profundamente à Giulia, sua filhinha e mesmo presenciando momentos terríveis de crueldade, não se vê longe do seu novo amor, passando por algumas barreiras de pessoas que querem vê-los separados com Milla , a babá de Giulia, Brian o ex de sara e alguns outros que surgem na trama.

Sinopse:

Sara Rubio estava no lugar errado e na hora errada. Ela nunca pensou que sua vida fosse mudar tão drasticamente naquela noite.
Não era um sequestro, era apenas um acerto de contas. O recebimento de um pagamento que era para ter acontecido a anos!
Fernando Bertollini é um homem temido por todos , ele é o poderoso chefe da máfia italiana , Nostra Ancoma . Bertollini é envolvido em vários negócios ilegais , mas sempre consegue escapar graças aos seus contatos.
O encontro que aconteceu naquela noite e que desenvolveu vários momentos trágicos e felizes.

Critica:

Confesso que gostei do enredo e do casal em si. Amei a Menina Giulia , sua esperteza para uma criança de quase três anos e sua amabilidade, e inteligencia . Gostei até mesmo de Fernando e de Isabela , a amiga de Sara. Porém, como nem tudo é perfeito (mas as vezes é) tenho que dizer que algumas partes do texto achei fraca, como por exemplo no começo , quando Sara estava na casa da mansão ainda acreditando que era refém , mas tudo que pedia era concedido: ''Quero ligar pra Isabella '' e a resposta era ''pode'', ''Quero ver Isabella'' e a resposta era :'' Pode Ir...''
Também , a personagem Sara é bem rancorosa e as vezes má em algumas atitudes, mas Ok ok.

Tem também algumas frases ou intenções repetidas de Fernando , sempre mencionando a mesma coisa...Mas acredito que não seja um motivo tão forte para não dar uma chance ao livro, pois também tem suspense ( Bem interessantes!) e revira-voltas, também tem informações que nos deixam de queixo caído! E também um final fofinho pra suspirar. Por tanto, vale a pena!
A escrita é simples , encontrei alguns errinhos de português no e-book. O livro é narrado em primeira pessoa, e tem capítulos  narrados por Sara , alguns por Fernando e um de Brian no momento terrível de sua Morte. Apesar de alguns pontos negativos, esse livro sobre o tema foi o que mais gostei até o momento. É um romance sem erotismo.




Nota de 0 a 10: 8
Autora: Manuele Cruz
Titulo: Atraída por um mafioso
Ano: 2016
Editora: independente
Numero de cap: 44
Onde Encontrar: Amazon




9 de março de 2020

Minha Paixão é Ler: A Submissa -Tara Sue Me - Resenha

Blog chuva no jardim



À tempos esse livro estava na fila dos mais desejados para leitura. Agora, concluída, posso dizer que não me decepcionou. Tara Sue Me simplesmente arrasou com ''A submissa'' , primeiro livro da Trilogia da autora.

O livro conta a história de Abigail King ( Abby) uma bibliotecária que sempre foi apaixonada pelo homem rico e bem sucedido de New york , Nathaniel west . Ela encontra um anuncio, onde descobre que Nathaniel procura uma submissa para sua satisfação. Ela vê nisso uma oportunidade de alcança -lo , conhece-lo e conquista-lo. Então, Abby com coragem se candidata e na entrevista ela conhece de perto o tão sonhado e desejado homem.

Nathaniel é um homem que sabe o que quer , por isso escolhe Abby para ser sua submissa, iniciando aí a aproximação entre eles, começando a encontra-la nos finais de semana , onde Abby inicia também seu plano de conquista-lo.

Sinopse:

O poderoso empresário Nathaniel West precisa saciar suas fantasias secretas e busca uma mulher com quem realizar seus desejos mais primitivos. Ao saber que ele está à procura de uma nova submissa, Abigail King, movida por um segredo do passado, não hesita em se candidatar, aceitando os termos mais perversos do sedutor Nathaniel e deixando-se levar por um mundo de luxúria e submissão, onde não há limites para o prazer. Mas nenhum dos dois imagina que esse jogo pode despertar sentimentos e sensações incontroláveis.

Minha Opinião:

Na verdade como esse é o primeiro livro, acredito que coisas como 'entrar muito' na sala de jogos, seja mais pra frente... Porém , não gostei muito do final, apesar de realmente ser bonito. Leiam e depois me digam.
Achei que fosse ter mais do mundo BDSM , mas na minha opinião não teve. Ele deixou que o sentimento por ela conduzisse de forma mais ''Baunilha '' a relação entre eles. Tem hora que ele até tenta ser mais frio com ela, mas gosto de ver essa aproximação, o sentimento acontecendo.
Porém ainda assim é um livro do qual me surpreendi. Ele é narrado em primeira pessoa, pela visão da Abby, é de forma simples, fácil de entender e divertido. É um tipo de livro que prende. Amei a escrita de Tara Sue Me e o desenvolvimento dos personagens. Fora que a capa dele é linda!

Nathaniel com Abby realmente combinam entre si, fazem um par que realmente tem tudo para dar certo.
Tem umas curiosidades legais no final que nos faz entender porque ele escolheu ela na seleção. Acho que é um livro que vale a pena. Ele não é um livro ''pesado''.
Eu indico! Lembrando que tem a continuação ''O Dominador'' é a versão contada por Nathaniel. Juro que estou empolgada pra começar.


www.chuvanojardim.com.br

Sobre a Autora:





Escreveu seu primeiro Livro aos 12 anos e só vinte anos depois começou a trabalhar no segundo. Ávida leitora de todos os tipos de ficção , decidiu se aventurar em algo mais apimentado. Foi assim que surgiu a trilogia A submissa , originalmente publicada na internet e lida por mais de 8 milhões de fãs . A autora vive atualmente em Southeastern , nos Estados Unidos , com a família , dois cachorros e um gato.

Nota de 0 a 10: 9.7
Titulo: A Submissa
Autora: Tara Sue Me
Páginas: 269
ISBN: 978850140404-6
Ano: 2013




5 de março de 2020

Minha Paixão é Ler: Ligeiramente Casados - Mary Balogh - Resenha




blog chuva no jardim




Olá pessoal! Saudades de Vocês Sim, bastante!

Hoje trago uma resenha de um livro super lindo e especial! Meu terceiro livro de época e fiquei mais que apaixonada!
Uma autora incrivel, que fiquei super satisfeita com a escrita , a forma leve e gostosa do desenvolvimento da estória e um romance encantador!
Nunca tinha lido nada de Mary Balogh, mas confesso que me tornei sua fã. Esse livro já estava no meu Kindle a um tempo para ler, aproveitei demais a companhia de Lorde Bedwyn e Senhorita Morris.

O livro Ligeiramente casados é o primeiro livro da Série Os bedwins. O Aidan é o segundo irmão mais velho de 6.

A trama começa em 1814 , em Toulouse durante o final da Guerra . No meio de centenas de corpos,O coronel Aidan Bedwin encontrou o corpo de seu subordinado e amigo, o capitão Morris, no ultimo suspiro de vida. Nos próximos segundos de conversa, o capitão pediu que o Lorde Aidan prometesse que iria proteger a irmã dele, Eve Morris. Ele Prometera, e assim que retornou a Inglaterra , foi pessoalmente à Oxfordshire dar a noticia da morte de seu irmão à senhorita Morris.
A partir daí que a estória se desenvolve.

O interessante é que Lorde Aidan não sabia o porque do pedido do amigo para proteger a irmã, e só com os acontecimentos seguintes, após a chegada do Lorde no Solar Ringwood ( morada de Eve) , é que ele começou a ver os perigos que Eve corria.

O Coronel Bedwin sendo um homem super duro e sério, mostrou um sentimento desconhecido por Eve ao longo do tempo e fez com que se ''sacrificasse'' para protege-la de uma maneira que poucos homens fariam por uma mulher que não estivesse apaixonado. Curiosos?

O legal é que ocorre muitas coisas ao longo do livro que aproximam os dois, e deixa a estória tão linda quanto interessante. Um Homem duro, acostumado com a guerra e com a dor. E uma mulher que achava que jamais se casaria, que vivia para a família e bondade para com o próximo, uma mulher que tinha sonhos que talvez jamais se realizariam.

O que será que o destino reservou para eles?



Sinopse:

À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse – “Custe o que custar!”.
Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele – o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...
Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo – e seduzem a cada página.


Minha Opinião:

Ambos não queriam dar o braço a torcer, isso é fato. Mas o legal é que a autora conseguiu fazer uma interação com os personagens de uma maneira perfeita!
A escrita é linda, sem termos difíceis por ser de época,
Eu me apaixonei por Eve, ela tem um coração lindo! Bondoso e alegre. Ela é forte e determinada, uma guerreira!
Aidan Bedwin é um homem incrível! Que mostrou ter um coração de ouro!
O final é perfeito, eu fiquei com saudade e me alegro em saber que tem mais 5 da série pela frente e vou revê-los novamente.
Indico!

Sobre a Autora: 


blog chuva no jardim
Mary Balogh- Foto editora Arqueiro

MARY BALOGH nasceu e foi criada no País de Gales. Ainda jovem, mudou-se para o Canadá, onde planejava passar dois anos trabalhando como professora. Porém ela se apaixonou, casou e criou raízes definitivas do outro lado do Atlântico.
Sempre sonhou ser escritora e tinha certeza de que, no dia em que escrevesse um livro, ele seria ambientado na Inglaterra do Período da Regência. Quando sua filha mais nova tinha 6 anos, Mary finalmente encontrou tempo para se dedicar ao antigo sonho. Depois de três meses, a primeira versão de sua obra de estreia estava pronta.
Publicada em 1985, a obra deu a Mary o prêmio da Romantic Times de autora revelação na categoria Período da Regência. Em 1988, ela passou a se dedicar apenas aos livros.

Hoje é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times e vencedora de diversos prêmios literários. Sua série Os Bedwyns foi publicada no Brasil pela Arqueiro e já vendeu mais de 100 mil exemplares.

Nota de 0 a 10: 9.9
Autora: Mary Balogh
Título: Ligeiramente Casados
Ano: 2013
Páginas: 288
ISBN:978-8580413212
Editora: Arqueiro


2 de março de 2020

Minha Paixão é Ler: A Guerra que me Ensinou a viver -Kimberly Brubaker- Resenha


blog chuva no jardim


No segundo livro de Kimberly Brubaker Bradley '' A Guerra que me ensinou a viver'' Ada , agora maior e mais esperta, continua contando sua história de vida.
O livro tras a esperada continuação da trajetória da menina e seu irmão Jamie. Se você ainda nao conhece o livro 1 Veja a resenha .

E também , para você que ainda não leu o primeiro livro, pode ser que leia algo que considere spoiler (referente ao primeiro,) visto que não tem como fazer uma critica sem citar alguns pontos ( não todos) do livro 2.

Ada e Jamie foram resgatados novamente da sua mãe biológica por susan, após a malvada leva-los à força pra Londres. Na volta ao interior Susan descobre que as crianças também salvaram sua vida ( Surpresa do livro) e com a firmeza e dedicação de susan Ada faz a sonhada cirurgia do pé defeituoso para tentar ter uma vida normal. Será que acontece?
A menina passa por várias transformações na mente e no coração , formando uma amizade grande com Margareth e Ruth ( uma menina Alemã que fora amparada pela família na casa onde susan , as crianças e os Thortons estavam morando) .

Agora, Ada já sabe cavalgar com seu lindo pônei chamado Manteiga, Ada já sabe ler e escrever, Já sabe controlar melhor suas crises, já conhece sua data de nascimento e já sabe quando faz aniversário dela e do Jamie. Aprende o significado da Morte e da perda de alguém querido ou não tanto. Aprende a ver a dor da guerra pelos soldados dilacerados, aprende a ajudar, aprende a amar.

Observamos também o Crescimento de Jamie tão pequeno já virando um homenzinho, que mesmo diante de sua perda, amou Susan incondicionalmente , a chamando de mamãe.
Assim , o livro mostra não só os desafios de Ada , mas também as dores e os sofrimentos dos personagens à sua volta, de cada um , em particular de Lady Thorton ( mãe de Margareth e jonathan),

Ao final do Livro Ada está com 14 anos e mostra o quanto cresceu e o quanto ainda tem a crescer.
Um final emocionante, mas que pede ainda continuação para essa história comovente e baseado em fatos reais.

Fico pensando: Como será Ada e jamie adultos, Com filhos, casados...
Como estará Margareth – a Maggie ? E Susan?
E lady thorton com seu marido distante e sua dor...
Cada personagem nos deu um pouquinho de alegria e de tristezas...

''É possível saber um monte de coisas e um dia , enfim, acreditar em todas elas.''

pag. 277



Chuva no jardim


Sinopse:

Sobre as ruínas de uma Londres destruída na segunda guerra mundial , uma menina batalha bravamente para reconstruir seus sentimentos , aprender a caminhar com os próprios pés e encontrar o seu lugar no mundo.

Kimberly Brubaker lança uma luz sobre a atual crise de refugiados , a maior desde a guerra de Hitler , que já obrigou milhões de pessoas a deixarem seus lares em busca de paz.


Chuva no jardim


Critica:

Gostei bastante do livro. Como o primeiro, a diagramação é ótima, a leitura fácil, a capa mais perfeita ainda, história emocionante , gostosa de ler. No final das contas , gostei mais do primeiro, mas nada que me fizesse parar a leitura.
Acho que pede continuação e seria maravilhoso. Indico a leitura!

Sobre a Autora:




Kimberly Brubaker Bradley , anglófila de longa data , começou a se interessar pelos evacuados da segunda guerra mundial quando criança , ao ouvir sua mãe lhe recitar '' Se minha cama voasse'' antes de dormir. Sua Obra de ficção histórica ''A Guerra que salvou minha vida '' foi vencedora do Newbery Honor Book , do Schneider Family Book Award, do Josette Frank Award e do Odyssey Award, além de ter sido eleito entre os melhores livros de 2015 pelo The Wall Street Journal, a revista Publishers Weekly , a New York Public Library e a Chicago Public Library...
Kimberly e seu marido têm dois filhos adultos e moram numa fazenda de equinos de 21 hectares em Bristol, Tennessee.




Fonte: Livro

Nota de 0 a 10: 9,5
Titulo: A Guerra que me ensinou a viver
Autora: Kimberly Brubaker Bradley
Ano: 2017
Páginas: 277
ISBN:9788594541017
Editora: Darkside

Topo